Aprendi com quem estou falando!

Bom dia, irmãos.

Para este post ter sentido, é necessário visualizar o vídeo que compartilho abaixo, do Prof. Dr. Mário Cortella, teólogo.

Em primeiro lugar, vale a pena dizer que mesmo não sendo um “cristão oficial” (não sou de nenhuma igreja e as mesmas me causam até certa ojeriza), aprendi a admirar, respeitar e compartilhar de pensamentos de alguns teólogos.

(Parênteses para homenagear meu amigo Ruben, doutorando em teologia. Apreciem seu blog As Muitas Letras sem moderação)

 Voltando: quantas vezes não nos encontramos com pessoas que utilizam seus cargos ou titulação profissional para esnobar-se ou, pior, humilhar os outros. Quantos seres humanos não se colocam acima dos outros?

Tanto o Doutor Francisco quanto o Seu Chico têm muito o que contribuir para o mundo com sua sabedoria.

Talvez o Doutor Francisco possa contribuir com seus conhecimentos intelectuais, seus artigos ou livros publicados: é provável que se tenha uma conversa de alto nível com o Doutor Francisco.

Por outro lado, o Seu Chico poderá nos ensinar muito sobre a beleza da Mãe Natureza, do trato com os animais, da magia de alimentar muitos com tão pouco e, principalmente, das virtudes humanas.

O pescador pode explicar sobre as épocas boas de pescar e a moderação para permitir a procriação dos peixes e o Matemático pode enxergar uma equação diferencial nessa explicação.

O fato é único: ninguém tem o direito de subir no pedestal. Todos estamos juntos. Todos somos um. Todos os Humanos são Manos. Todos têm lições para aprender e para ensinar. Todos somos, paralelamente, professores e alunos. Apreciem sem moderação o que os outros têm para contribuir antes de olhar seus diplomas.

Não caia na armadilha de priorizar o “quem disse” ante ao “o que foi dito”.

Abraços fraternos de luz.

Professor Pajé.

Anúncios

2 comentários sobre “Aprendi com quem estou falando!

  1. Fato, Renato! Jamais esquecerei daquele teu ensinamento, de que no ambiente acadêmico não importa o que foi dito/escrito, mas quem falou/escreveu. Eu evito ao máximo lidar com esse tipo de gente, que se compraz na masturbação intelectual (foi esse o termo que tu utilizou, né?)… Como tu também já postou, “a vida não cabe no Lattes”. Desde a semana passada fomos convidados pelo padre da nossa paróquia para assessorar o grupo da juventude missionária, um trabalho bem interessante! Não gosto muito de ir à missa, mas acredito que é importante estar contribuindo de alguma forma com a comunidade, o que este grupo faz muito bem. Sempre acreditei que as mãos que trabalham são mais úteis que os lábios que rezam… E nem por estar lá vou deixar de criticar as instituições religiosas, pois como postei esses dias, “religião é o rótulo da garrafa, espiritualidade é o conteúdo” e “religião é para quem tem medo do inferno, espiritualidade é para quem já esteve lá”. Gratidão, meu irmão!

    Curtir

  2. Só uma observação (agora que consegui visualizar o vídeo): O link da página principal conduz ao vídeo “Chaves – Estatísicas – parte 1 (1978)”, enquanto o link do texto visualizado aqui nos Comentários, este sim, conduz ao vídeo “Mario Cortella – Sabe com quem você está falando?”

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s