Obrigado, gratidão, desculpe e perdão

Bom dia, meus irmãos.

Um aprendizado interessante que tive recentemente foi o uso das palavras de agradecimento e de absolvição.

A começar, pelas de agradecimento. Quando queremos agradecer alguém por alguma coisa (uma gentileza, um presente, um favor atendido), dizemos “Obrigado”. Por outro lado, pelo menos no português brasileiro, essa palavra tem outras conotações não tão agradáveis, pois ela lembra obrigação, isto é, imposição. Exemplos:

Eu sou obrigado a votar” (se eu não votasse, eu pagaria uma multa e até regularizar perderia privilégios como inscrever-me num curso superior, viajar para o exterior ou assumir novo cargo público)

Sentido obrigatório – placa de trânsito” (se eu não seguir, provavelmente irei abalroar outro veículo, atropelar alguém que não esperava um carro nessa direção ou, na melhor das hipóteses, ser multado, xingado ou vaiado)

Interessante como a palavra “Obrigado” é usada de duas formas tão diferentes: imposição de algo e gratidão.

Ano passado fui abençoado em conhecer um irmão muito especial e observei algo interessante nele. O meu irmão, ao agradecer, une as mãos e diz “Gratidão”. Não me recordo dele usar a palavra “Obrigado”. Entendi, após um sábio ensinamento xamânico (abordarei mais em outro post), que ele (e os outros irmãos que assim procedem) diferencia os sentimentos (“Obrigado” é uma imposição e “Gratidão” é o agradecimento). Difícil de acostumar, como tudo na vida, porém um hábito bonito, sem dúvidas.

Agora, a questão do perdão, essa é mais recente, ainda estou amadurecendo. Para mim, por muito tempo “Desculpa” e “Perdão” têm a mesma conotação, exceto pelo formalismo do termo “Perdão”…..Mas, ainda no mesmo ensinamento: “Desculpa” é a junção do prefixo “des” com a palavra “culpa”. No português brasileiro, tal prefixo é empregado para inverter o sentido da palavra (“descansado” = sem cansaço, ideia “descabida” = ideia que não cabe, etc). Portanto “desculpa” significa “sem culpa”. Ou seja, quando tu dizes “Desculpa”, está dizendo “Por favor, isente-me da culpa”.

Já o “Perdão” quer dizer: “Eu aceito a culpa, mas por favor isente-me da punição”.

Qual a diferença? Na prática, talvez nenhuma a olhos nus. Mas uma análise espiritual poderia diferenciar da seguinte maneira:

* Desculpa = “Eu percebi que fiz bobagem, mas só o fiz porque não venci a lição que me possibilitaria agir sem errar. Quero vencer essa lição e peço que isente minha culpa, pois eu sou um aprendiz da vida”

* Perdão = “Eu percebi que fiz bobagem, mesmo já vencido essa lição. Assumo que sou culpado, mas peço para não ser punido, pois não pretendo repetir esse erro”.

Essa é minha visão: não tomar como regra. Mas refletir, e até se quiser me ajudar, será bem vindo ou bem vinda.

Abraços fraternos de luz.

Professor Pajé.

Anúncios